Julio Bittencourt

Na Galeria da Gávea, durante uma reunião para BRAF, eu conheci o Julio Bittencourt. Desde o ano passado passei a usar óculos para longe, e tinha um quadro enorme bem na minha frente, mas pela distância não conseguia enxergar direito. Pedi licença levantei e fui ver aquela imagem que estava me intrigando desde a hora que cheguei. Não entendia se era uma cena africana, por causa das listras brancas, quando cheguei perto que entendi, que era uma moça, tomando sol, no piscinão de Ramos, famosa praia artificial da Zona Norte do Rio de Janeiro, com o corpo besuntado de blondor, para clarear os pelos, uma bela toalha do Cristo, com um forte amarelo, uma bebida larnaja, mais alguns pertences de praia, e um tom meio esverdeado…composição sensacional, colorido interessante, e resultado maravilhoso. Depois Gabi me mostrou o catálogo com toda a série que levou 3 anos e meio para ser editada e outros trabalhos, e tentei muito levâ-lo para BRAF, mas quem sabe ano que vem. Bitteconcourt, é paulista, tem 30 e poucos anos, foi fotógrafo do Valor Econômico, viveu em NY, Moçambique. E desde 2006 atua de forma independente. Seu Piscinão de Ramos já rodou o mundo, foi exposto em NY e suas fotos maravilhosas fazem parte de várias coleções privadas e públicas, além de ter recebido muitos prêmios. Quer conhecer o Brasil de verdade? mergulhe no universo de Julio Bittencourt.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s