Pimenta no rabo dos outros é refresco.

Pimenta no rabo dos outros é refresco, já dizia meu pai, o filósofo, Saul Krivkin.
Acho incrível a quantidade de pessoas com opiniões formadas, conclusivas e espantadas com o que acontece em Israel. Impressionante como é fácil para as pessoas julgarem os outros. Julgar é fácil, o difícil é viver ao lado de uma organização terrorista, cujo único objetivo é aniquilar seu povo. Nem nós judeus, ou qualquer israelense sabe como resolver essa situação. Como é que você conversa com alguém que se arma até os dentes em prol de um estatuto de ódio ao resto do mundo? Quando as torres foram destruídas em NY eu não ouvi ninguém achando um absurdo os EUA entrar com tudo no Iraque para “caçar” a qualquer custo os responsáveis pelo atentado. E quando mataram o Bin Laden e a família dele? nunca vi tanta gente comemorando a morte de alguém. E os direitos humanos? ou ele não era humano? Esse atentado nos colocou como vítimas até para pegar um avião, ou você acha que tem que tirar o sapato, não pode levar líquidos, não pode isso, não pode aquilo por que? Porque todos nós podemos ser um potencial terrorista.
Outra coisa que me deixa mais indignada ainda, é saber que vivemos em um país onde morrem pessoas injustamente a cada minuto, quer seja por acidentes em estradas mal conservadas, quer seja de fome, quer seja pela organização do PCC e do tráfico de drogas ou quer seja por meros 10 reais que você não tinha no bolso na hora do assalto. A probabilidade de você morrer aqui em São Paulo é infinitamente maior que você sofrer qualquer tipo de assalto ou atentado terrorista em Israel. Sabe por que? porque Israel é uma democracia de verdade. É um país que usa o dinheiro do seu imposto para melhorar a sua qualidade de vida e te defender. Por isso Israel é muito mais seguro, moderno e eficiente que o Brasil. Pergunta para os 2 milhões de árabes, entre eles centenas de milhares de palestinos, que moram em Israel se eles preferem morar sob o julgo terrorista em Gaza ou na Cisjordania? Antes de abrir a boca e vomitar qualquer merda que vem na sua cabeça, pensa 1 milhão de vezes. Como diz o meu pai, tem que ler muito, tem que estudar muito, tem que ouvir muitas pessoas dos dois lados, para continuar não sabendo como resolver um conflito que você não tem com quem dialogar.
Antes de publicar fotos de meia dúzia de judeus religiosos ou qualquer outro tipo de extremista contra Israel, lembre-se que existe gente do contra em qualquer situação, agora veja quantos são contra e quantos são a favor. Uma minoria minúscula não é representativa pela voz de um povo inteiro. Por um acaso você já viu as fotos dos terroristas radicais sírios com as cabeças de suas vítimas passeando de moto por Aleppo ou outra cidade sacudindo os troféus e rindo? Cabeças de sírios, de outra tribo. Ou quem sabe você já leu sobre algum atentado no Iraque, onde não deve ter 1 judeu, entre xiitas, sunitas, curdos, ou seja lá que outra tribo árabe que não gosta uma da outra? Quantas vezes você se manifestou contra o que uma tribo faz com a outra? ou quantas vezes você se indignou de ver uma cabeça andando por aí de moto?
Mais uma para você ficar de cabelo em pé e perceber que a pimenta está bem perto do teu rabo. Vá passear em Foz do Iguaçu…
E quanto mais falam, mais unidos ficamos, mais percebemos como é importante para nós termos nossa terra. Am Israel Chai!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s