Regina Silveira

Nasceu em Porto Alegre em 1939 e em 1959 fez seu bacharelado em pintura no IA/UFGRS. A partir de 1974 ingressou no corpo docente da ECA no departamento de artes plásticas. Ainda em Porto Alebre, Regina teve a oportunidade de ter aulas com Iberê Camargo, Francisco Stockinger e Marcelo Grassman. Fez vários cursos internacionais como bolsista, mostrando que sua formação sempre esteve muito relacionada com o conhecimento mais profundo das artes. Assim seu trabalho tem influências do próprio Iberê, Duchamp, Magritte, Ray Man, entre outros artistas importantes.

Em 2011 tive a sorte de estar em Porto Alegre justo na inauguração de “Mil e Um Dias e Outros Enigmas”. A Fundação Iberê Camargo já vale a visita pela arquitetura do espaço projetado pelo português Álvaro Siza Vieira, que ganhou em setembro de 2002, o Prêmio de Leão de Ouro, na Bienal de Arquitetura de Veneza por esse projeto. A curadoria do colombiano José Roca aproveitava o espaço de forma surpreendente. As obras dialogavam com a arquitetura e transformavam a experiência da visita em algo ainda mais interessante.

Regina já tinha deixado sua marca na fachada do MASP em 2004, quando transformou as janelas da grande fachada em um céu de brigadeiro, mostrando essa sua relação com a arquietura, que fica ainda mais evidente e interessante nessa mostra. Suas obras ultrapassam o limite de espaço invadindo as paredes, o teto e chão dos ambientes, em uma perspectiva muito peculiar e brincando com as sombras. As sombras as vezes são o elemento principal, como se ao invés de ser a sombra são o próprio objeto. O resultado do seu trabalho é genial, encantador e ainda pode ser apreciado através dos estudos das obras. Os materiais utilizados abusam da tecnologia, que permite a realização dos projetos de perspectiva e que podem ser de vinil, a nanquim, fotografias, vídeos em 3d ou até uma jóia com um led embutido para você levar consigo seu próprio planetinha (edição da galeria Carbono de São Paulo).

Suas cores marcantes são o preto, o branco e o azul do céu.

Essa exposição, umas das únicas individuais dessa magnitude da artista, pode ser visitada virtualmente nesse link,  http://www.iberecamargo.org.br/site/exposicoes/exposicoes-detalhe.aspx?id=74&tour=12&idiom=Portugues#!prettyPhoto[tourVirtual]/0/.

Para conhecer Regina Silveira fique de olho na Galeria Luciana Brito em São Paulo e copiando da Robertinha Martinho, duas obras vão estar na exposição infantil, Arte a Primeira Vista, no Palácio das Artes, a partir de 20 de Setembro em BH.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s